Contribuições da teoria do agir comunicativo no processo de mediação.

Alan Dave Lopes Cunha, Luciano Gomes dos Santos

Resumo


O objetivo do presente artigo é analisar as contribuições da Teoria do Agir comunicativo de Jürgem Habermas, no processo de Mediação, afim de solucionar a explosão de litigiosidade que desencadeou uma enorme demanda no sistema jurídico brasileiro. A transformação do paradigma da segurança do litígio para o consenso nasce com entendimento pela pratica do agir mediante a comunicação. Dessa forma, a mediação surge como um mecanismo de tratamento de conflitos, mediante o consenso e a participação dos envolvidos. Após uma breve contextualização, a mediação será conceituada, destacando as características e os pressupostos a ela inerente, bem como, a Teoria do Agir comunicativo como prática do consenso através da mediação.


Palavras-chave


Teoria do agir comunicativo. Direito. Mediação.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.